Arquivo da categoria: Games

Magical Quest Starring Mickey Mouse

por Gamer Rex

Será que esse famoso camundongo precisa de alguma apresentação? Até mesmo no universo dos games o Mickey já estrelou em diversas plataformas e no Super Nintendo, claro, não foi exceção. Mas quando se trata de jogos do camundongo, o primeiro game que passa na cabeça dos antigos donos do Snes é Magical Quest Starring Mickey Mouse.

Quase trinta anos depois do seu lançamento, o jogo ainda encanta pela sua qualidade gráfica e sonora.

Leia o resto deste post

Anúncios

Fifa International Soccer

No clima da Copa do Mundo vamos relembrar (ou conhecer) um game de futebol que até hoje traz boas lembranças aos antigos donos do Sega CD: Fifa International Soccer!

Cortesia da EA Sports, FIS do Sega CD é bem legal. Para não decepcionar a torcida, a versão em cd ganhou detalhes de arrepiar e o resultado final é muita emoção.

Leia o resto deste post

Acho jogos de mundo aberto um saco

por Gamer Rex

Tenho um amigo que, ao saber que eu havia comprado um PS3, me emprestou o seu GTA V, dizendo que o jogo era incrível e o melhor da série. Acabei levando o game por insistência do cara. Joguei durante uns 20 minutos e logo troquei de disco.

O jogo realmente era muito bom, com uma cidade imensa para explorar e toneladas de coisas pra fazer, mas era ai que estava o problema.

Leia o resto deste post

Demolition Racer

por Black Panther

Destruction Derby foi uma inovação nos games de corrida para Playstation; já teve sua sequencia que se tornou um dos jogos preferidos da galera.

A Pitbull Syndicate, com o seu conhecimento em jogos de corrida, combinado com a experiência de Destrucition Derby, resolveu criar uma pseudossequencia do mesmo: Demolition Racer.

A premissa continua quase a mesma do outro jogo, onde você dirige com o objetivo de bater nos demais competidores para marcar mais pontos. Da mesma maneira que DD2, Demolition Racer possui dois modos principais.

Leia o resto deste post

God of War e a nova guerra de consoles

por Gamer Rex

Quando o novo God of War do PS4 foi apresentado pela primeira vez, muitos fãs ficaram com o pé atrás devido as mudanças bruscas do jogo, que deixou de lado aquele estilo hack ‘n’ slash sangrento e adotou um esquema mais de RPG de ação.

Mas quando o game chegou as prateleiras, superou as expectativas de muita gente. O jogo se tornou sucesso absoluto de público e crítica, arrancando elogios até mesmo de Phil Spencer, o chefão da divisão de games da Microsoft.

Mas infelizmente o lançamento da nova aventura de Kratos foi manchada por uma onda de haterismo nunca antes vista na internet, especialmente no Youtube. Haterismo, aliás, que se propagou feito câncer na comunidade gamer.

Leia o resto deste post

Rage Of The Dragons

Mesmo após quase dezoito anos desde o seu lançamento, Rage Of The Dragons ainda não parece ter encontrado o seu lugar ao sol entre os maiores títulos dos jogos de luta. Lançado em 20 de setembro de 2002 através de uma parceria entre a empresa mexicana Evoga e a japonesa Noise Factory, tudo começou com a ideia de criar uma continuação para a série Double Dragon, ícone dos beat’em ups nas décadas de 1980 e 90.

Quando a popularidade da franquia parecia exterminada, eis que surge Double Dragon V com a proposta de um jogo de luta, se aproveitando do sucesso da série Street Fighter. E é justamente essa fração da história de Double Dragon que Rage Of The Dragons tentou homenagear, mas infelizmente sem sucesso.

Leia o resto deste post

Driv3r e os erros da Atari

por DK

A Atari é o tipo de companhia que não aprende com as suas mancadas do passado. Digo isso porque, volta e meia, ela repete erros de alguns anos atrás, quando ainda era uma empresa independente. A falência da Atari foi fruto de uma péssima administração, pois parece que eles prezavam mais o dinheiro do que a qualidade de seus produtos.

Leia o resto deste post

Final Fantasy VIII (PC)

por J. Archer

Final Fantasy talvez continue até hoje como a série de RPG mais imbatível dos videogames. A oitava versão é um espetacular game para PS1, mas que infelizmente não se pode dizer o mesmo da versão para PC.

A versão para computador é exatamente o mesmo do console da Sony. Não há nada de novo; os controles são os mesmos, a interface é igual e a jogabilidade idem. Você poderia simplesmente rodar o jogo original num emulador de PS1 e economizar uma boa grana.

Leia o resto deste post

Doki Doki e os gamers atorzinhos

por Gamer Rex

Doki Doki Literature Club foi uma das maiores surpresas de 2017. Com mais de 1 milhão de downloads, o visual novel da Team Salvato ainda está entre os 10 jogos mais procurados da Steam (até a postagem desse texto). O que é surpreendente pra um gênero que nunca foi popular nestas bandas.

No Youtube o jogo virou febre, com incontáveis lives e gameplays de jogadores acompanhando as reviravoltas de Monika & Cia. Até mesmo quem torcia o nariz ou nunca ouviu falar de visual novels correu atrás pra jogar.

Agora se os visual novels irão ganhar mais “adeptos” no ocidente graças a Doki Doki, só o tempo vai dizer, mas o assunto não é esse.

Leia o resto deste post

Tenerezza

Tenerezza é uma jovem garota que vive numa pequena cidade chamada Esperanza. Além de ser uma excelente cozinheira é uma maga altamente qualificada. Cozinhando vários tipos de alimentos, ela também produz itens de cura, e pode usar magia dos quatro elementos.

Um dia, o prefeito da cidade pede a ela que vá à Floresta Mágica nas proximidades e investigue a recente aparição de monstros na área. A caminho Tenerezza encontra-se com uma fada, e juntas unem forças contra uma força negra que ameaça conquistar o mundo.

Leia o resto deste post