Arquivo da categoria: Games

Tenerezza

Tenerezza é uma jovem garota que vive numa pequena cidade chamada Esperanza. Além de ser uma excelente cozinheira é uma maga altamente qualificada. Cozinhando vários tipos de alimentos, ela também produz itens de cura, e pode usar magia dos quatro elementos.

Um dia, o prefeito da cidade pede a ela que vá à Floresta Mágica nas proximidades e investigue a recente aparição de monstros na área. A caminho Tenerezza encontra-se com uma fada, e juntas unem forças contra uma força negra que ameaça conquistar o mundo.

Leia o resto deste post

Anúncios

Sobre jogar no modo easy

por Gamer Rex

Aproveitando o gancho do texto anterior sobre Cuphead e os gamers Nutella, irei opinar se é errado jogar num nível mais fácil ou não. Estava assistindo um desses youtubers gamers que pouca gente conhece, quando ele disse que quem usa cheats ou joga no easy não é gamer, que isso é coisa de moleque noob, preguiçoso e blá, blá, blá.

Na chamada ‘comunidade gamer’, jogar no fácil é considerado uma desonra imperdoável digna de apedrejamento em praça publica, quem joga assim é visto como um noob, preguiçoso ou “Nutella”.

Leia o resto deste post

Gamers “Nutella” são mesmo um saco, mas e os “Estrelinhas”?

por Gamer Rex

Desde que Cuphead foi lançado gerou-se uma grande polemica em relação à dificuldade do jogo. Os jogadores mais hardcores (e os das antigas) amaram o game. Mas teve aqueles que odiaram de corpo e alma, alegando que o jogo eram insanamente difícil e até desumano em algumas partes.

E foi ai que se popularizou a divisão Gamer Raiz vs Gamer Nutella (em referencia aquele famoso creme de avelã que custa o olho da cara).

Leia o resto deste post

Battle Beast

por Hotud

Lançado em 1995 pela 7th Level, Battle Beast é um jogo luta pra PC estilo arcade com ótimos gráficos, musica inspirada, e muito humor. Infelizmente, tudo isso se perde por causa dos controles problemáticos e das ações repetitivas.

Mesmo com hype da época de ser o “ultimate fight game”, Battle Beast está longe de ser um grande jogo de luta, embora seus belos gráficos de desenho animado impressionem.

Leia o resto deste post

Nier

por Gamer Rex

Lançado em 2010 para PS3 e 360, Nier foi uma tentativa da Square-Enix de agradar o público ocidental. Antigamente o mercado japonês vivia numa redoma de vidro, ditando em grande parte muita da forma artística e de fundamentos na criação de um jogo eletrônico, hoje isso está completamente ultrapassado, pela simples razão do fato de que o mercado agora é global e os custos de produção dispararam.

O jogo é um misto de quase tudo o que foi feito até hoje. Existe ação em plataforma estilo Ninja Gaiden, pancadaria típica de  Devil May Cry, dungeons ao estilo Legendo of Zelda e, como não poderia ser diferente, todo um pano de fundo construído sobre uma história maniqueísta tipicamente de Final Fantasy. O grande problema é que o todo aqui é menor que a soma das partes.

Leia o resto deste post

The 7th Guest

Lançado em 1993 para PC pela Virgin Games, The 7th Guest foi um dos primeiro games produzidos especialmente para CDs, utilizando recursos de multimídia na produção. O jogo todo acontece com a visão em primeira pessoa, com um verdadeiro show de rotação de tela em ambientes tridimensionais.

Leia o resto deste post

O que são Visual Novels?

por Leandro Nisishima

Visual Novel. O que diabos é isso? O nome pode não ser muito conhecido por aqui, mas entre os fãs de animes e cultura otaku é um termo bastante comum. Quem acompanha esse universo com frequência e procura saber mais do que o basicão (leia-se Narutos, Bleachs da vida), sabe muito bem o que significa o termo Visual Novel.

A cada nova temporada de animes que vai ao ar, pelo menos um deles é baseado numa Visual Novel. E geralmente a maior parte das animações inspiradas nesse gênero de jogo costuma ser bem aceitas pelo publico.

Mas o que seria uma Visual Novel? Que gênero de jogo é esse?

Leia o resto deste post

Os 25 piores jogos de luta já feitos

por Gamer Rex

Quem é louco por games de luta sabe muito bem quais são os pré-requisitos para um título de sucesso: uma história legal, personagens carismáticos, modos variados e, principalmente, um bom gameplay.

Durante esses anos tivemos o prazer de jogar clássicos inesquecíveis como Street Fighter 2, Mortal Kombat, Samurai Shodown, King of Fighters 97, Tekken 3, Soul Calibur, etc. Mas por outro lado também fomos presenteados com verdadeiros lixões como War Gods, Shaq Fu, Fight Club e outras tranqueiras.

A característica dessas bombas quase é a mesma: história sem sentido, lutadores toscos, sem fator replay e uma jogabilidade péssima. Mesmo franquias consagradas como Street Fighter e Mortal Kombat já deram as suas derrapadas.

E pensando nisso, resolvi desperdiçar meu tempo criando uma lista de 25 jogos de luta que nunca deveriam ter saido do papel. Embora alguns títulos dessa lista não sejam exatamente ruins, não corresponderam a expectativa dos jogadores.

Leia o resto deste post

Ninja Warriors Again

Nas profundezas de um laboratório secreto, três ninjas cibernéticos permaneciam desligados. O descanso do trio termina quando o líder rebelde Mulk surge, muito ferido, e os reativa. Antes de cair morto Mulk explica que as tropas de Banglar estão avançando e que os três são a sua ultima esperança.

E é só! Como você deve ter notado, o game não tem lá muita história. Mas… ora bolas! Quando o jogo é bom quem liga pra história? E esse game é muito bom. Ninja Warriors Again parece só mais um game de ninja estilo Shinobi ou Ninja Gaiden, mas não é bem assim.

Leia o resto deste post

Mazin Saga: Mutant Fighter

Você pode conhecê-lo por Tranzor-Z ou Great Mazinga, do Shotgun Warriors – mas esse personagem bacana ganhou seu próprio jogo no Mega Drive.

A historia de Mazin Saga: Mutant Fighter rola num futuro não muito distante – julho de 1999, para ser mais exato. O planeta Terra está um bagunça total, com gelo na Índia, deserto na França, pântano em Nova Iorque, metrópoles no Egito e outros absurdos.

Leia o resto deste post