O Jogo dos Opostos


Leia o resto deste post

Anúncios

10 razões porque os Simpsons perderam a graça

por Guillermo Ríos

Eu costumava ser fã de Os Simpsons, em quase todas as situações da minha vida havia uma ótima frase do programa que poderia ser citada… E eu a usava.

Não vou dizer que acompanhava a série fanaticamente desde o primeiro capítulo, porque de fato só fui conhecer a família de Sprinfield mais tarde, talvez na quarta ou quinta temporada, embora entre uma repetição ou outra eu pudesse me atualizar perfeitamente. Naquela época, já parecia que Os Simpsons estavam piorando em relação aos primeiros episódios. Olhando em retrospectiva, os capítulos da terceira para a oitava temporada, foram provavelmente a idade de ouro do programa.

É por isso que eu estou triste em ver uma série, que me deu tantas horas de diversão, indo de mal a pior.

Leia o resto deste post

Sergio Mallandro

Nas décadas de oitenta e noventa tivemos muitos quadrinhos baseados em celebridades da TV como Xuxa, Faustão e Gugu. Mas nenhum deles era tão divertido (na minha opinião) quanto os quadrinhos do Sérgio Mallandro.

“Rá! Glu glu yeah yeah!” era o inconfundível bordão do apresentador e humorista, e virou mania entre os leitores do gibi que ele estrelou, na mesma época em que apresentava o programa Oradukapeta do SBT.

A revistinha foi publicada pela Abril até 1990, no mesmo ano passou para a Globo onde durou até 1992.

Donwload!

Acho jogos de mundo aberto um saco

por Gamer Rex

Tenho um amigo que, ao saber que eu havia comprado um PS3, me emprestou o seu GTA V, dizendo que o jogo era incrível e o melhor da série. Acabei levando o game por insistência do cara. Joguei durante uns 20 minutos e logo troquei de disco.

O jogo realmente era muito bom, com uma cidade imensa para explorar e toneladas de coisas pra fazer, mas era ai que estava o problema.

Leia o resto deste post

Compilação de tiras do Rodrigo Bueno

Conheci as tirinhas do Rodrigo Bueno no jornal Oeste Notícias (periódico de Presidente Prudente e região), o qual meu pai era assinante. Diferente das outras tiras, que eram bem desenhadas e “certinhas”, os seus quadrinhos seguiam o oposto, adotando um humor mais ácido e um estilo de desenho bem escrachado.

Durante o curto período que esteve no Oeste Notícias, criou vários personagens como Animau, A Banda e o Bicho da Lua. Mesmo com a boa recepção das tirinhas, ele logo se desligou do jornal e sumiu do mapa praticamente.

Essa compilação reúne todas as tirinhas postadas no blog nesses últimos três anos, se você acompanhou e se divertiu com os quadrinhos de Rodrigo Bueno, então não pode ficar sem esse PDF!

Download!

Demolition Racer

por Black Panther

Destruction Derby foi uma inovação nos games de corrida para Playstation; já teve sua sequencia que se tornou um dos jogos preferidos da galera.

A Pitbull Syndicate, com o seu conhecimento em jogos de corrida, combinado com a experiência de Destrucition Derby, resolveu criar uma pseudossequencia do mesmo: Demolition Racer.

A premissa continua quase a mesma do outro jogo, onde você dirige com o objetivo de bater nos demais competidores para marcar mais pontos. Da mesma maneira que DD2, Demolition Racer possui dois modos principais.

Leia o resto deste post

O Bicho da Lua#20

Comprar mangás naquela época era dureza…

por DK

Estive passeando com um amigo, bem mais novo do que eu e leitor assíduo de mangás, quando entramos numa livraria a fim de ver as novidades. Observando aquela grande quantidade de mangás, ele logo reclamou que não tinha nada de interessante pra comprar e que os títulos disponíveis eram tudo meia-boca.

Vendo aquela prateleira lotada, lembrei-me de duas décadas atrás, quando os quadrinhos japoneses eram quase um artigo de luxo.

Sim, ouve uma época que trazer mangás para o ocidente era um sufoco. Mesmo os americanos, com o seu potente faro pra $$$, não conseguiam trazer certos títulos pro seu país. Seja pelo preço ridículo que as editoras japonesas e os autores cobravam pelos direitos de publicação, seja pela falta de interesse e desdém dos mesmos.

Leia o resto deste post

God of War e a nova guerra de consoles

por Gamer Rex

Quando o novo God of War do PS4 foi apresentado pela primeira vez, muitos fãs ficaram com o pé atrás devido as mudanças bruscas do jogo, que deixou de lado aquele estilo hack ‘n’ slash sangrento e adotou um esquema mais de RPG de ação.

Mas quando o game chegou as prateleiras, superou as expectativas de muita gente. O jogo se tornou sucesso absoluto de público e crítica, arrancando elogios até mesmo de Phil Spencer, o chefão da divisão de games da Microsoft.

Mas infelizmente o lançamento da nova aventura de Kratos foi manchada por uma onda de haterismo nunca antes vista na internet, especialmente no Youtube. Haterismo, aliás, que se propagou feito câncer na comunidade gamer.

Leia o resto deste post

O Bicho da Lua#19