O Bicho da Lua#12

Anúncios

Wolverine & Cable – Coragem e Glória

por Dario Chaves

Uma história com todas as qualidades e defeitos de uma revista de super-heróis. Em resumo, essa é a avaliação desse especial lançado no ano 2000 pela Abril. Mas se supera num ponto: prende a atenção e não se torna chata mesmo nos momentos  em que o roteiro utiliza os recursos mais simplórios.

A história se passa quando Nathan Dayspring Summers (o filho de Ciclope que mais tarde viria a ficar conhecido como Cable) havia chegado ao “nosso” tempo, mais precisamente na época em que Wolverine era ainda um operativo do Departamento H canadense. As poucas cenas de ação e de luta são mal feitas, mas não comprometem o resto da história.

Leia o resto deste post

O Bicho da Lua#11

“Mimimi quero ver mexer com Maomé!”

Perto de chegar 2018, eu estava assistindo a retrospectiva de 2017 na TV Cultura quando rolou o trecho sobre a polêmica em torno do Queermuseu e da peça onde Jesus era interpretado por uma trans. Foi então que Pondé, filósofo de direita e participante do programa, questionou porque não faziam pinturas ou peças mexendo com Maomé e o Islã.

Realmente fiquei surpreso como uma pessoa tão culta e gabaritada tenha dito uma boçalidade dessa.

Leia o resto deste post

O Bicho da Lua#10

Tenerezza

Tenerezza é uma jovem garota que vive numa pequena cidade chamada Esperanza. Além de ser uma excelente cozinheira é uma maga altamente qualificada. Cozinhando vários tipos de alimentos, ela também produz itens de cura, e pode usar magia dos quatro elementos.

Um dia, o prefeito da cidade pede a ela que vá à Floresta Mágica nas proximidades e investigue a recente aparição de monstros na área. A caminho Tenerezza encontra-se com uma fada, e juntas unem forças contra uma força negra que ameaça conquistar o mundo.

Leia o resto deste post

Porque não assisto mais animes de harém

Ando meio sem saco pra ver animes ultimamente. A quantidade de títulos medianos que vem saindo nesses últimos tempos arrefeceu o meu gosto por desenhos japoneses. E sou do tipo que sempre preferiu animes de “segundo escalão”, longe dessas séries badaladas como Dragon Ball e One Piece.

E nesses dias, quando estava procrastinando na internet, me deparo com imagens de um anime chamado Monster Musume, anime do tipo harém com garotas meio animais. Apesar de ser um gênero que não curtia mais, resolvi dar uma chance e baixei a primeira temporada. Tudo sem ter grandes expectativas, o que fiz muito bem.

Leia o resto deste post

O Bicho da Lua#9

Sobre jogar no modo easy

por Gamer Rex

Aproveitando o gancho do texto anterior sobre Cuphead e os gamers Nutella, irei opinar se é errado jogar num nível mais fácil ou não. Estava assistindo um desses youtubers gamers que pouca gente conhece, quando ele disse que quem usa cheats ou joga no easy não é gamer, que isso é coisa de moleque noob, preguiçoso e blá, blá, blá.

Na chamada ‘comunidade gamer’, jogar no fácil é considerado uma desonra imperdoável digna de apedrejamento em praça publica, quem joga assim é visto como um noob, preguiçoso ou “Nutella”.

Leia o resto deste post

O Bicho da Lua#8